Meu Saci e seus pares estiveram expostos no Centro Cultural Sâo Paulo – SP

 
 
… eles ficaram lá de 11 a 30/10/2005. Mandei email convidando para visitação, inclusive para colegas dos jornais locais, tanto o impresso como os online, vi algumas notas para a SOSACI, para nós não, mas está valendo assim mesmo, o Saci merece! Ele  precisa de divulgação e quer ser popular em todos os lugares … hehehe

Alma de Saci – Tem saci no pedaço
co-realização: SOSACI – Sociedade dos Observadores de Saci
apoio: Via das Artes
A exposição traz 39 trabalhos feitos especialmente para a SOSACI para percorrerem bibliotecas públicas.
A exposição de Cartuns "Alma de Saci – Tem Saci no Pedaço" integra evento homônimo de cinema, teatro e debate, que será realizado no dia 30 de outubro e que tem a intenção de discutir e afirmar as tradições da cultura brasileira, tendo como mote, como metáfora, a figura mitológica do Saci-pererê.

 

Por que o Saci ?
Personagem tradicional do folclore brasileiro, o Saci está mais vivo do que nunca. Criado pelos nativos tupi-guarani há mais de duzentos anos, virou guardião das florestas e defensor da natureza. Símbolo da mestiçagem e da resistência do brasileiro, o Saci congrega os elementos da cultura negra, indígena e branca que formam as bases da nossa sociedade. Presente no imaginário popular de norte a sul do país, ele assume diferentes características de acordo com a região em que habita. Depois de uma pesquisa pioneira em 1917, o escritor Monteiro Lobato realizou um concurso de arte sobre o duende de uma perna só. Oitenta e oito anos depois, a SOSACI (Sociedade dos Observadores de Saci) em conjunto com o Centro Cultural São Paulo, volta ao tema e apresenta o Saci pelos nossos mais talentosos desenhistas, ilustradores e cartunistas. Em diferentes técnicas, de lápis de cor a computação gráfica, estas imagens provam que o Saci resiste em pleno século XXI. Só não acredita quem não quer…

Artistas:
Airon, Angeli, Arraya, Bruno Porto, Cris Eich, Caliban, Eder, Eduardo Lima, Carvall, Maringoni, Horton, J. Bosco, JAL, Jarcy Tânia, Jean-Claude, Jorge Barreto, Luís Magnani, Verde, Marcelo Castro, Martinez, Carillo, Marcos Cartum, Marlene, Newton, Nico, Ohi, Orlando, Paulo Caruso, Raphael, Salvador, Samuel Casal, Vallandro, Vogel, Waldez, Will, Xalberto, Zé Mario, Zélio e Ziraldo.

Rua Vergueiro, 1000 – Paraíso – CEP 01504-000 – São Paulo – SP
ccsp@prefeitura.sp.gov.br

 
Vale a pena de vez em quando olhar o que está rolando pelo Centro Cultural São Paulo – SP, todas es exposições são gratuitas.

Sobre Jarcy Tania

Professora aposentada, arte-educadora, artista plástica brasileira.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Obrigada por comentar. Volte sempre!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.